Acordo de parceria entre a Direção-Geral do Património Cultural e o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa no âmbito do Grupo de Projeto Museus no Futuro

145

DGPC

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) e o ISCTE celebraram, em 31 de julho passado, um Acordo de Parceria com a duração de um ano, que tem por objetivo elaborar um diagnóstico dos museus sob dependência daquela Direção-Geral e das Direções Regionais de Cultura (DRC), com vista à sua caraterização e à produção de indicadores que sirvam de base às propostas e recomendações previstas nas competências cometidas ao Grupo de Projeto Museus no Futuro. Criado pela Resolução de Conselho de Ministros nº 35/2019, de 7 de fevereiro, o grupo foi constituído mediante nomeação dos respetivos membros por Despacho da Ministra da Cultura, do passado dia 3 de maio, tendo sido completado com a designação das representantes dos museus da DGPC e das DRC, pelo novo Conselho Geral de Museus, Monumentos e Palácios.

O Observatório Português das Atividades Culturais (OPAC) é a estrutura do ISCTE, no quadro do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL), que irá concretizar este Acordo, mediante a produção de indicadores sobre os museus da DGPC e das DRC, a construção de um questionário em plataforma eletrónica para recolha de opiniões e contributos dos profissionais destes museus e a redação de relatórios-síntese com os resultados finais.

Com esta colaboração, o Grupo de Projeto Museus no Futuro fica dotado de informação sistematizada e de elementos caraterizadores dos museus abrangidos, que apoiarão a reflexão nos cinco eixos agregadores das competências atribuídas a este grupo: Gestão de Museus; Redes e Parcerias; Públicos; Gestão de Coleções; Recursos Humanos.

Fonte: DGPC