Vida e obra de José Pracana em exposição no Museu do Fado

24

Exposição José Pracana, Museu do Fado, Lisboa

O Museu do Fado apresenta uma retrospetiva dedicada ao músico, intérprete, coleccionador e investigador José Pracana (1946-2016), consensualmente reconhecido como uma das grandes figuras da história do Fado.
“Amador por convicção, tal estatuto nunca o impediu de acompanhar e de conviver com os grandes pilares da tradição fadista – de Amália Rodrigues a Maria Teresa de Noronha, de Alfredo Marceneiro a João Ferreira Rosa – de actuar em concertos nos vários palcos do mundo, de estudar aprofundadamente esta tradição tão enraizada na nossa sociedade, elevando-a e salvaguardando-a para memória futura. Foi uma das personalidades mais completas que o Fado conheceu”, diz Sara Pereira, directora do Museu do Fado e curadora desta exposição.

Em exposição encontra-se o vastíssimo acervo pessoal de José Pracana: fotografias, jornais, discos, documentos, cartazes, instrumentos musicais, troféus e condecorações. É também possível o visionamento de imagens de arquivo de alguns dos programas televisivos que dirigiu e uma aproximação ao ambiente singular das tertúlias fadistas que promoveu em Ponta Delgada, através da recriação do seu retiro nesta cidade açoreana.

Inauguração, 14 de novembro, às 19h. Exposição fica patente até 23 de fevereiro.