Caretos de Podence são Património da Humanidade

144

Caretos de Podence

O Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da Organização das Nações Unidas para a Ciência, Educação e Cultura (UNESCO) declarou, esta quinta-feira, os Caretos de Podence como Património Imaterial da Humanidade.

As “Festas de Inverno Carnaval de Podence” constituem a única candidatura selecionada pelo Governo português para representar Portugal nesta que é a 14.ª reunião do comité. A candidatura dos Caretos de Podence a Património Cultural Imaterial da Humanidade foi considerada “exemplar” pelo organismo das Nações Unidas que tutela as manifestações culturais consideradas como Património Imaterial da Humanidade.

Nesta lista, já constam o Fado, o Cante Alentejano, a Dieta Mediterrânica, a Falcoaria e os chamados “Bonecos de Estremoz”.

A candidatura portuguesa foi apresentada em março de 2018 e o promotor foi o Município de Macedo de Cavaleiros, em parceria com a Associação dos Caretos de Podence. O processo desta candidatura foi iniciado em 2014, com uma equipa técnica científica liderada por Patrícia Cordeiro.

Três anos depois, esta tradição foi reconhecida pelo Governo português com o estatuto de Património Cultural Imaterial de Portugal. No mesmo ano, em 2017, o plenário da Assembleia da República, por unanimidade, deu um voto de saudação ao Carnaval dos Caretos.

Os Caretos de Podence marcam a folia de Carnaval no Nordeste Transmontano com coloridos e farfalhudos fatos, máscaras de ferro ou lata, chocalhos à cintura e um pau para amparar as tropelias.

Em toda a região de Trás-os-Montes há Caretos, todavia os de Podence distinguem-se dos restantes pelo chocalho, daí o nome da festa ser “Entrudo Chocalheiro”.

É apontado como “o mais genuíno carnaval português”, sem samba, ao ritmo da tradição.

As ruidosas manifestações dos Caretos atraem, durante quatro dias, à aldeia de Podence com cerca de 180 habitantes, milhares de curiosos portugueses e estrangeiros.

Os Caretos de Podence são dos mais mediáticos da região e já inspiraram vários documentários sobre estas festas, o mais antigo dos quais de 1976, da autoria de Noémia Delgado, com o título “Máscaras”.

Apenas alguns dias antes do início da reunião do comité da UNESCO, na Colômbia, a banda portuguesa Quinta do Bill divulgou uma canção que criou para os Caretos de Podence e que serve de hino na caminhada para Património da Humanidade.

“Olhem os Caretos” é o título da canção com letra de Sebastião Antunes e oferecida aos tradicionais mascarados do concelho de Macedo de Cavaleiros e que mostra do que são capazes estes rapazes do “mistério de Podence”, por detrás das máscaras.

Fonte: Sábado