Quadro de Klimt desaparecido há 23 anos é encontrado no museu

142

Retrato de uma senhora, Klimt

Uma obra do pintor austríaco Gustav Klimt roubada há 23 anos foi descoberta escondida na própria galeria de onde tinha desaparecido. “Retrato de Uma Senhora”, pintado em 1917, era uma das obras de arte mais valiosas cujo paradeiro permanecia desconhecido, com um valor estimado em 60 milhões de euros. Assim que for oficialmente autenticada – os especialistas até agora parecem crer que é de facto aquela tela que foi encontrada – um tesouro cultural da maior importância terá sido restituído à Itália.

A obra, que representa uma mulher jovem, foi roubada quando a galeria de arte moderna Ricci-Oddi, em Piacenza, preparava uma exposição. Na altura, a polícia pensou que a obra pudesse ter sido retirada através de uma clarabóia com uma linha de pesca. A moldura foi encontrada no telhado e meses depois uma versão falsa do quadro foi enviada a um político caído em desgraça.

Esta terça-feira, um jardineiro estava a limpar hera na parede exterior do museu quando deparou com um compartimento metálico oculto. Lá dentro estava um saco preto, que inicialmente julgou ser lixo. Quando examinado, constatou-se que a pintura se encontrava lá dentro.

Fonte: Expresso