Museu do Louvre lança campanha para adquirir estátua de Apolo

65

Missão Apolo, Museu do Louvre

O Museu do Louvre lançou uma campanha a pedir apoios para adquirir uma estátua de bronze de Pompeia que reproduz uma figura do deus Apolo a tocar cítara, lê-se na página oficial do Museu na Internet.

Apollon citharède” é o nome da estátua “datada do século II ou I antes de Cristo” que, para o Louvre, constitui um “tesouro” “notavelmente preservado”, e que pertenceu a privados “durante perto de um século”. A aquisição da obra está orçada em 6,7 milhões de euros, dos quais 3,5 muilhões estão garantidos pela Sociedade dos Amigos do Louvre.

O museu, que teve o maior número de visitantes a nível mundial, em 2018 (mais de dez milhões de entradas), lança o apelo a todos os mecenas, particulares e/ou empresas, disponibilizando a entrega de donativoas via ‘online’ e sublinhando que a integração da estátua na coleção da instituição permitirá que “seja vista por um grande número de pessoas“.

Com 68 centímetros de altura, a estátua representa Apolo, o deus grego das artes, da beleza masculina e da luz, a tocar cítara.

Segundo o Louvre, a peça terá pertencido à decoração de uma vila romana dos arredores de Pompeia devastada pela erupção do vulcão Vesúvio.

Apolo foi poupado e, enterrado sob as cinzas do vulcão, escapou de outra destruição, a que recaiu sobre a maioria das obras de bronze, que foram refundidas, da Antiguidae até à Idade Média, para recuperar o metal, acrescenta o museu.

A fim de possibilitar a entrada da obra em coleções públicas, o Louvre apela à generosidade do público, para arrecadar um mínimo de 800.000 euros necessários para finalizar o projeto, antes de 28 de fevereiro de 2020.

Fonte: TVI

Para mais informações (+)