16.ª edição do Festival Terras sem Sombra está de regresso

80

Festival Terras Sem Sombra

A 16.ª edição do Festival Terras sem Sombra, apresentada esta terça-feira em Lisboa, decorre de 18 de Janeiro até 11 de Julho em 13 concelhos alentejanos, sob o mote Uma Breve Eternidade: Emoções e Comoções na Música Europeia (Séculos XII-XXI).

De carácter itinerante, o festival tem este ano como país convidado a República Checa, após edições em que visitou Espanha, a Hungria e os Estados Unidos. O programa inclui concertos, conferências, iniciativas pedagógicas, masterclasses, visitas guiadas e iniciativas de salvaguarda dos recursos da biodiversidade, sendo todas as actividades – mais de mais centena – gratuitas.

Um dos destaques da edição de 2020 é um núcleo programático pensado para as crianças, o Kids Terras sem Sombra, que tem “o objectivo de reunir as famílias em torno da música e dos patrimónios artístico e natural”, explicou à agência Lusa a directora executiva do certame, Sara Fonseca, realçando “a firme vontade de partilhar e projectar o legado cultural e natural do Alentejo” e “o interesse em criar novos públicos”, referindo o papel que o festival vem desempenhando na frente da “descentralização cultural”.

Para esta edição estão programados 18 concertos, que abarcam um amplo repertório musical desde a Idade Média até à actualidade. O festival percorrerá 12 concelhos alentejanos, mais três do que no ano passado: Vidigueira, Barrancos, Mértola, Arraiolos, Viana do Alentejo, Beja, Ferreira do Alentejo, Castelo de Vide, Sines, Alter do Chão, Santiago do Cacém e Odemira.

Fonte: Público

Para mais informações (+)