Ministério da Cultura francês anuncia abertura de espaço dedicado à caricatura satírica

22

Charlie Hebdo

Cinco anos depois de homens armados mascarados invadirem os escritórios do jornal semanal francês “Charlie Hebdo” em Paris, matando doze pessoas, incluindo um policia, o Ministério da Cultura da França revelou que planeia estabelecer um centro dedicado a caricaturas satíricas. O anúncio foi feito no dia 7 de janeiro, quinto aniversário do ataque terrorista. Em memória dos que morreram, o jornal lançou uma edição especial da publicação, que também denuncia os novos censores de hoje, e realizou um evento em que o público foi convidado a conhecer os atuais contribuidores.

O presidente do National Book Center, Vincent Monadé, foi escolhido para liderar o projeto, cujas propostas serão apresentadas até o final de maio de 2020.