Região transfronteiriça do Norte quer atrair 14 milhões de turistas

77

O Turismo do Porto e Norte e o Turismo de Castela e Leão (Espanha) pretendem atrair para este território transfronteiriço cerca de 14 milhões turistas que anualmente chegam aos aeroportos de Madrid e do Porto. Os agentes envolvidos nesta promoção de território que se reuniram este sábado em Mogadouro, pretendem ver resultados a médio prazo, para que haja desenvolvimento económico, efetivo dos territórios de baixa densidade populacional como é a região transfronteiriça.

“Queremos desenvolver uma política internacional de captação de turistas, não só pelas vias tradicionais de entrada, mas também pelos aeroportos de Madrid e do Porto que recebem cerca de 14 milhões de passageiros por ano e aumentar o número de dias de estada ou o gasto médio por visitante”, disse este sábado à Lusa Raúl Fernandez, dos serviços de turismo e cultura da Junta de Castela e Leão.

O responsável adiantou que a relação turística entre Castela e Leão e o Norte de Portugal é uma das linhas estratégicas e prioritárias para os próximos quatro anos, tendo como parceiro o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (AECT) Duero-Douro.

“Para os próximos quatro anos, a relação turística entre Castela e Leão é prioritária, tendo como parceiros estratégicos, o AECT Duero – Douro, que é uma das entidades mais antigas no que respeita a agrupamentos territoriais na Europa, e valorizamos a sua experiência dentro dos projetos turísticos apresentados”, concretizou Raúl Fernandez.

O AECT Duero-Douro tem em curso projetos como o Terradeuro, uma central de reservas turistas que dá conhecer o território fronteiriço da linha que vai desde Bragança à Guarda, e do lado espanhol de Zamora a Salamanca. Outro dos projetos mencionados é Rota Internacional do Vinho.

Por Seu lado, o diretor geral do AECT Duero – Douro, José Luís Pascoal, disse que é importante destacar a promoção turística, cultural e patrimonial dos territórios de fronteira.

(…)

Fonte: TSF

Artigo completo (+)