“Pintura Democrática. Coleção Luísa e Manuel Pedroso de Lima” em exposição no Centro Cultural de Cascais

173

Júlio Pomar

Júlio Pomar
Tigre de cirque, 1979 . Acrílico sobre tela e colagens

Pintura Democrática é uma das mais representativas exposições de pintura portuguesa do século XX patentes em 2020, no Centro Cultural de Cascais e a nível nacional.

Trata-se da coleção de pintura de Luísa e Manuel Pedroso de Lima, que reúne obras de Almada Negreiros, Ângelo de Sousa, António PaloloCruzeiro Seixas, Graça Morais, João Hogan, Jorge Martins, Júlio Resende, Júlio Pomar, Lourdes Castro, Luís Dourdhil, Malangatana, Mário Botas, Menez, Nikias Skapinakis, Paula Rego, René Bertholo e Vieira da Silva, entre muitos outros artistas visionários que marcaram a expressão plástica em Portugal, no século XX.

Com curadoria de Joaquim Sapinho e José Manuel dos Santos, a mostra Pintura Democrática reflete a produção de arte contemporânea portuguesa no período que medeia o fim do Estado Novo e o início da década de 1990. A organização é da Câmara Municipal de Cascais e da Fundação D. Luís I, no âmbito da programação do 5º aniversário do Bairro dos Museus.