Covid Art Museum: o museu nascido da quarentena

393

Covid Art Museum

É o primeiro museu nascido em período de quarentena e dedica-se a falar sobre ela e sobre o que a provocou: o surto de covid-19. O Covid Art Museum reúne trabalhos de artistas de todo o mundo que retratam como estão a viver o isolamento — e é, como não podia deixar de ser, virtual. Porque num momento em que tudo se reinventa, também novas formas de divulgar arte começam a surgir — esta é uma delas, através de uma conta no Instagram.

A ideia partiu de três publicitários de Barcelona, Emma Calvo, Irene Llorca e José Guerrero, logo “nos primeiros dias de quarentena”. “Apercebemo-nos que muitos dos nossos conhecidos estavam a usar a arte para se evadir. E rapidamente percebemos que não eram só os nossos conhecidos — com a quarentena, a produção de arte estava a disparar”, referem, num comunicado enviado ao P3. Pensaram: “O que vai acontecer a toda esta arte criada em casa?”. E aí nasceu o museu virtual.

São os três que fazem a curadoria dos milhares de trabalhos partilhados através da hashtag #CovidArtMuseum, na caixa de mensagens da conta de Instagram ou no email (covidartmuseum@gmail.com) — mais de cem por dia. “O nosso critério de selecção consiste em escolher obras que tenham sido feitas durante a quarentena, que transmitam e reflictam o que estamos a viver e a sentir”, explicam. Qualquer artista pode enviar os seus trabalhos.

(…)

Fonte: Público

Covid Art Museum (+)