Ministra da Cultura anuncia concurso de apoio a projetos, da Direção-Geral das Artes

132

DGARTES

A Ministra da Cultura anunciou a abertura de um concurso de apoio a projetos, da Direção-Geral das Artes (DGArtes), ainda este mês, e com uma dotação de 2,8 milhões de euros.

Foi igualmente divulgado que a Linha de Apoio de Emergência ao Setor das Artes, com uma dotação de um milhão de euros, e entretanto reforçada com 700 mil euros, vai apoiar 311 projetos, em 1.025 pedidos recebidos.

“Face ao elevado número de propostas apresentadas, o Ministério da Cultura decidiu reforçar a dotação orçamental desta linha de apoio em 700 mil euros, o que garante a atribuição de apoio a um total de 311 projetos”, refere o Ministério da Cultura, num comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a tutela, entre 27 de março e 06 de abril, “foram recebidos 1.025 pedidos” de apoio de “projetos artísticos de criação nas áreas das artes performativas, artes visuais e de cruzamento disciplinar”, dos quais 389 “não foram considerados elegíveis”.

Estes 389 pedidos foram excluídos “por não se enquadrarem nos critérios definidos, nomeadamente porque se destinavam a fins meramente lucrativos ou porque não se enquadravam nas áreas artísticas previstas”.

Dos 636 projetos considerados elegíveis, porque “cumpriram os critérios definidos para apreciação, 416 (157 apresentados por pessoas coletivas e 259 por pessoas singulares) enquadram-se na primeira prioridade” definida pela tutela, de “apoiar projetos artísticos de entidades que não recebem qualquer apoio público”.

“Como segunda prioridade, foi definido apoiar projetos de entidades beneficiárias de apoio manifestamente insuficiente para assegurar o seu regular funcionamento ou as atividades programadas, ou beneficiárias do programa de apoio a projetos da Direção-Geral das Artes (DGArtes)”, refere o ministério da Cultura.

Inicialmente fixada em um milhão de euros, a Linha de Apoio de Emergência ao Setor das Artes acabou por ficar com uma dotação de 1,7 milhões de euros, “garantindo-se o apoio de 75% dos projetos identificados como primeira prioridade”.

Os protocolos com os 311 projetos apoiados “deverão ser assinados ainda durante este mês”.

Fonte: Notícias ao minuto