DIM2020 | MMIPO

33

DIM MMIPO

O MMIPO comemora o Dia Internacional dos Museus.

130º aniversário da Galeria dos Benfeitores (1890-2020)

Em 1885, o provedor Conde de Samodães incumbiu o engenheiro António Maria Kopke de Carvalho de apresentar um projeto para a construção de uma galeria, onde fosse possível expor de forma permanente e digna os retratos dos benfeitores da Misericórdia do Porto. O projeto inicial recebeu, posteriormente, algumas alterações da autoria do engenheiro José Isidro de Campos.
Construída pela Fundição de Massarelos, a Galeria dos Benfeitores foi inaugurada a 18 de maio de 1890 pelo provedor Castro e Solla. Para além das autoridades civis, militares e religiosas, na cerimónia inaugural estiveram presentes cerca de 3000 pessoas.
Anos antes, em 1887, fora redigido o primeiro regulamento do conservador da Galeria dos Benfeitores, tendo sido nomeado o pintor Joaquim Vitorino Ribeiro que, entre outras funções, procedeu à conservação e ao restauro de vários retratos.
Além da exposição permanente de retratos, o espaço acolheu desde a sua inauguração sucessivas exposições temporárias, tanto individuais como coletivas.
A Galeria dos Benfeitores constitui a génese do atual MMIPO e cumpre o desígnio do Conde de Samodães, pois continua a ser o ponto de convergência entre a Cidade e a Misericórdia, entre a história e a arte, entre o presente e o passado de uma instituição que se projeta para o futuro.