coleção monográfica «PATRIMÓNIO A NORTE: nº 5: “Mediação Cultural: objetos, modelos e públicos

206

DRCN Património Cultural 5

A publicação reúne textos de alguns dos mais significativos equipamentos culturais da região Norte de Portugal (Mosteiro de São Martinho de Tibães, Museu de Alberto Sampaio, Fundação de Serralves, Museu do Douro, Museu do Côa, Casa da Música, Casa da Arquitectura, Teatro Nacional São João e Galeria da Biodiversidade), que aqui são desafiados a apresentar, “na primeira pessoa”, a sua atuação na área da mediação cultural.

Espaços, meios, estratégias, equipas e públicos são abordados numa lógica de partilha de experiência e conhecimento, versando áreas de aplicação tão diversas quanto História, Arte – Antiga, Contemporânea ou Rupestre -, Território, Arquitetura, Música, Teatro ou Ciência.

Procurando partilhar tanto quanto provocar o debate, o diálogo é desde logo aberto com um acutilante texto de reflexão por Guilherme d’Oliveira Martins: “Todas as pessoas têm o direito de se implicar e de participar na valorização do património cultural, segundo as suas escolhas, como modo de assegurar o direito a tomar parte livremente na vida cultural. Daí a importância da mediação cultural, ou seja, de promover e aprofundar a participação dos cidadãos na gestão e preservação do património”.
Sobre a Coleção Património a Norte
Edição da Direção Regional de Cultura do Norte, PATRIMÓNIO A NORTE é uma coleção monográfica, numerada, sem periodicidade fixa, disponível em versão impressa e digital, acessível gratuitamente online.
Fonte: DRCN
Para mais informações (+)