Coimbra cria Conselho Municipal de Cultura

100

Coimbra

A Câmara de Coimbra aprovou, por unanimidade, a criação do Conselho Municipal de Cultura (e respetivo regulamento interno), órgão que assume grande importância para a candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura em 2027.

A cultura tem assumido, nos últimos anos, uma importância “estratégica e uma via para o desenvolvimento da cidade”, afirma a vereadora da cultura, Carina Gomes, sustentando que o Conselho Municipal de Cultura de Coimbra (CMCC) tem “extrema relevância para a preparação da candidatura de Coimbra a Capital Europeia da Cultura em 2027”.

A constituição deste órgão é “um dos objetivos delineados para a candidatura” da cidade a Capital Europeia da Cultura e “vai auxiliar a autarquia a fomentar a participação ativa na ação cultural” do município, sublinha.

O CMCC, que vai reunir “representantes de entidades culturais e personalidades de destaque nesta área”, deverá “promover, acompanhar, analisar, debater e sustentar uma reflexão estratégica sobre a cultura, através da mobilização dos agentes culturais” de Coimbra, segundo a proposta apresentada pela vereadora e que foi aprovada pelo executivo municipal, por unanimidade, durante a sua reunião de hoje.

“Aprofundar o conhecimento da atividade cultural no município”, através da “consulta às organizações e representantes que a constituem” e debater “as grandes linhas estratégicas da área da cultura”, são outros dos propósitos do novo conselho.

Além disso, e ainda segundo a proposta aprovada, o CMCC também deverá “colaborar com os órgãos do município de Coimbra no exercício das competências relacionadas com a cultura”, incentivar a atividade associativa cultural do concelho de Coimbra e “promover a colaboração entre associações, agentes e profissionais do setor cultural”.

Liderado pelo presidente da Câmara, o Conselho Cultural será composto por um representante de cada entidade gestora delegada dos equipamentos culturais municipais, como, por exemplo, o Teatro da Cerca de São Bernardo, a Oficina Municipal de Teatro ou o Centro de Artes Visuais.

Fonte: Jm-Madeira