PCP e União de Resistentes Antifascistas Portugueses colaboram na criação de conteúdos para o Museu da Resistência

81

Forte de Peniche

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) celebrou dois Protocolos de Cooperação, com o Partido Comunista Português (PCP) e com a União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP).

Os dois protocolos têm por objetivo “definir as condições de cooperação para o desenvolvimento de um conjunto de ações previstas no projeto de criação do Museu Nacional da Resistência e da Liberdade (MNRL), incindindo sobretudo no plano da criação de conteúdos e da divulgação”.

Ambos válidos por um período de cinco anos, os Protocolos de Cooperação serão assinados pelo Diretor-Geral do Património Cultural, Bernardo Alabaça, e por José António Garcia Capucho, em representação do PCP, e José Pedro Correia Soares, representante da URAP.

O MNRL, na Fortaleza de Peniche, foi criado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 73/2017, de 6 de maio, e encontra-se afeto à DGPC pela Portaria n.º 260/2017, de 7 de setembro, tendo sido aberto ao píblico a 25 de abril de 2019.

Fonte: DGPC