Jardins Abertos 2020: MNAA apresenta itinerário botânico com obras do seu acervo

92

Museu Nacional Arte Antiga_Exterior

No dia 24 de julho, pelas 11h, o jardim do Museu Nacional de Arte Antiga acolhe o lançamento da iniciativa “Um Itinerário pela Iconografia Botânica”, pela qual o MNAA se associa ao programa de eventos da Lisboa Capital Verde Europeia 2020, em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa.

Aceitando o desafio da CML, o MNAA desenvolveu este percurso que explora várias obras da sua coleção onde os elementos botânicos e a sua simbologia, representados em cada obra, são descodificados a quem visita o Museu. Obras de pintura do século XVI ao XVIII, como a «Virgem, o Menino e Anjos» de Gregório Lopes, «Naturezas-mortas» de Josefa de Óbidos, ou a tapeçaria «O Descobrimento da Índia» com manufatura de Tournai, são alguns exemplos das peças que podemos encontrar ao longo deste itinerário que atravessa os três pisos do Museu. No total, são identificadas cerca de 100 espécies vegetais nos 30 conjuntos de obras de arte do MNAA, um trabalho que contou com a orientação da investigadora em botânica, Sandra Mesquita.

Para mais informações (+)