Município adquire espólio museológico da Helsar

62

Museu do Calçado

A câmara de S. João da Madeira vai comprar parte do espólio da Helsar, fábrica do setor do calçado sediada no concelho e reconhecida internacionalmente, que encerrou no final de 2019.

Esta decisão, tomada pelo presidente Jorge Sequeira, tem o objetivo de “preservar peças de valor patrimonial para a história do concelho, contribuindo para a promoção da memória industrial sanjoanense”.

O processo, coordenado a nível técnico e cientifico pelo Museu do Calçado, tem em vista

“a recolha, valorização e proteção de um importante património histórico, constituído por mais de 500 bens, distribuídos entre mobiliário, maquinaria, amostras de calçado, elementos publicitários e documentação variada, para além de um importante núcleo de calçado que caracteriza a evolução no design e processos de fabrico adotados pela empresa, desde o momento da sua fundação, em 1979, até ao ano do seu encerramento”, deu a conhecer a câmara municipal, em comunicado enviado ao labor, adiantando ainda que “o mesmo procedimento será seguido, entretanto, em relação à Evereste, unidade que deixou de laborar este ano”.

Fonte: Labor