Cruzeiro Seixas distinguido com Medalha de Mérito Cultural

94

cruzeiros_seixas

O artista plástico Cruzeiro Seixas foi distinguido esta quarta-feira com a Medalha de Mérito Cultural, anunciou o Ministério da Cultura, salientando que a vida e obra deste “decano da arte portuguesa” “representam um contributo incontestável para a cultura portuguesa”. Em comunicado, a tutela refere que “a ministra da Cultura, Graça Fonseca, entregou na manhã desta quarta-feira a Medalha de Mérito Cultural a Artur do Cruzeiro Seixas”, tendo a cerimónia decorrido na Biblioteca Nacional de Portugal, em Lisboa, “no âmbito das celebrações do centenário do nascimento do artista”.

A Biblioteca Nacional de Portugal, onde decorreu a cerimónia, tem patente, até 31 de Dezembro, a exposição O Tempo das Imagens III, realizada no âmbito do 35.º aniversário do Centro Português de Serigrafia (CPS), com 99 obras de 77 artistas e que inclui uma sala totalmente dedicada à obra de Cruzeiro Seixas.

Artur do Cruzeiro Seixas, nascido na Amadora em 3 de Dezembro de 1929, ombreia com Mário Cesariny, Carlos Calvet e António Maria Lisboa, entre outros nomes iniciais, no “precurssionismo” do surrealismo em Portugal, e é autor de um vasto trabalho no campo do desenho e pintura, mas também na poesia, escultura e objectos/escultura.

Está representado em colecções como as do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, Fundação Calouste Gulbenkian, Biblioteca Nacional de Portugal, Biblioteca de Tomar, Fundação Cupertino de Miranda, Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, Museu Tavares Proença Júnior, em Castelo Branco, entre outros.

Fonte: Público