Arte Rupestre do Vale do Tejo: um dos mais importantes conjuntos de arte do pós-paleolítico da Europa

194

Arte_Rupestre_Vale_Tejo

O Complexo de Arte Rupestre do Vale do Tejo é um dos mais importantes conjuntos de arte pós-paleolítico da Europa. Constituído por mais de 20 mil gravuras, o conjunto distribui-se nas margens do Tejo e ao longo de cerca de 40 km.

As gravuras, executadas na sua quase totalidade por picotagem, representam símbolos geométricos, antropomórficos e zoomórficos, mas apenas 10% do conjunto está acima do nível das águas do Tejo, nomeadamente na área de Perais e a jusante da barragem. A maioria das gravuras encontra-se submersa pela albufeira da barragem de Fratel.

O estudo e a preservação deste importante património arqueológico constituem a missão do CIART – Centro de Interpretação de Arte Rupestre do Vale do Tejo, localizado em Vila Velha de Rodão, e visita obrigatória para todos os amantes da arqueologia pré-histórica.