Guadalajara nomeada Capital Mundial do Livro 2022 pela UNESCO

120

livros

A cidade mexicana de Guadalajara foi nomeada Capital Mundial do Livro para 2022, pela UNESCO, devido ao seu abrangente plano de políticas em torno do livro, para desencadear mudanças sociais, combater a violência e construir uma cultura de paz.

O programa proposto para Guadalajara, que desde 1987 acolhe a Feira Internacional do Livro, centra-se em três eixos estratégicos: recuperação de espaços públicos através de atividades de leitura em parques e outros locais acessíveis; ligação social e coesão, especialmente através de oficinas de leitura e escrita para crianças; e reforço da identidade do bairro utilizando ligações intergeracionais, narração de histórias e poesia de rua.

A cidade fará uso de bens culturais tais como bibliotecas, salas de leitura, livrarias, editoras independentes, bem como a sua mundialmente famosa feira internacional do livro, para melhorar as políticas de prevenção da violência.

Estes recursos serão aproveitados para promover os direitos humanos, a igualdade de género e a cultura de paz entre o público e aproveitar o grande potencial dos livros e da literatura como instrumentos de intervenção e transformação social.

As atividades vão incluir eventos literários em colaboração com escritores latino-americanos, um projeto artístico sobre a Torre de Babel, iniciativas que ligam o teatro e a música à literatura, e a utilização da rádio local para declamação de poesia.

O ano das celebrações terá início a 23 de Abril de 2022, no Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.

Guadalajara é a vigésima segunda cidade a obter este título desde 2001, seguindo-se a Tbilisi (2021) e Kuala Lumpur (2020).