Cruzeiro Seixas: o último dos surrealistas portugueses

129

cruzeiros_seixas

O artista plástico Artur do Cruzeiro Seixas faleceu no passado domingo no Hospital Santa Maria, Lisboa, aos 99 anos.

Cruzeiro Seixas, um dos nomes fundamentais do Surrealismo em Portugal, é autor de um vasto trabalho no campo do desenho e pintura, mas também na poesia, escultura e objetos/escultura.

Em outubro tinha sido distinguido com a Medalha de Mérito Cultural, pelo “contributo incontestável para a cultura portuguesa”.

Cruzeiro Seixas, cuja obra está representada em coleções como as do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, Fundação Calouste Gulbenkian e Fundação Cupertino de Miranda, completaria cem anos a 3 de dezembro.