Nota de zero euros celebra vida e obra da Amália Rodrigues

109

nota_zero_euros_amalia

A Euro Souvenir Portugal estabeleceu uma parceria com a Fundação Amália Rodrigues, em Lisboa, para garantir os direitos da imagem da fadista no sentido de efetuar a impressão de três mil cópias de duas notas de zero euros ilustrada com a imagem de Amália Rodrigues.

A primeira já foi lançada a 7 de novembro e conta com uma tiragem de três mil cópias, sendo que duas mil já estão vendidas: trata-se de uma parceria com o Museu do Caramulo onde é ilustrado um retrato de Amália da autoria de Eduardo Malta, pintado em 1949 e parte da coleção do museu.

A segunda nota vai ser lançada a 27 de novembro: ilustra Amália em concerto e foi especialmente lançada no âmbito do centésimo aniversário do nascimento de Amália Rodrigues. Esta edição tem uma edição limitada de três mil cópias.

A primeira nota de zero euros chegou a Portugal em outubro de 2017 e o país entrou no restrito grupo de nações europeias ilustradas na nota que está a arrebatar colecionadores e curiosos um pouco por toda a Europa. Mas atenção: estas notas não servem como moeda de troca, e destinam-se essencialmente a colecionadores e turistas. São feitas exatamente da mesma forma das notas verdadeiras que usamos todos os dias já que têm selo holográfico, marcas de água, relevos e até os filamentos de segurança. O Castelo de São Jorge ilustrava a nota inaugural e a partir daí, clubes, ícones, museus, poetas, todos ligados a Portugal ilustraram as notas de zero euros.

Fonte: Jornal Económico