SPA cria Prémio Carlos do Carmo para melhor disco de fado

22

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) anunciou a criação do Prémio Carlos do Carmo, “a atribuir anualmente ao melhor disco de fado”, numa homenagem ao cantor de “Lisboa, Menina e Moça”, que morreu no passado dia 01.

O prémio, “ainda sem valor determinado, será entregue autonomamente ou durante a Gala dos Autores Portugueses, por decisão de um júri constituído por nomes destacados dos corpos sociais da cooperativa, que integram personalidades como Rui Vieira Nery, António Victorino d’Almeida, Paulo de Carvalho, Pedro Abrunhosa, Vitorino Salomé, Tozé Brito, António Manuel Ribeiro e Miguel Ângelo, entre outros”, lê-se no comunicado da cooperativa de autores.