Desvendado segredo d’ “O grito” de Edward Munch

311

grito_munch

 

Durante o mais recente restauro d’ “O grito”, de Edward Munch, os curadores viram desvendados um dos segredos que mais tem suscitado curiosidade ao longos dos anos: uma frase rabiscada, quase invisível, no canto superior esquerdo. Numa investigação, levada acabo pelo Museu Nacional da Noruega, os peritos confirmaram que foi o próprio Edvard Munch quem a escreveu.

“A caligrafia é sem dúvidas do próprio Munch”, concluiu Mai Britt Guleng, curadora do museu. Citada pela CNN, explica ainda: “Tanto a caligrafia como os eventos que aconteceram em 1895, quando Munch exibiu o quadro pela primeira vez na Noruega, apontam todos na mesma direção.”

Quanto à mensagem escondida no quadro, os especialistas acreditam que terá sido uma reação do pintor aos críticos que punham em causa a sua saúde mental na altura em que foi exibido pela primeira vez em Kristiania (como se chamada Oslo na altura).

A inspiração para O Grito terá surgido a Munch durante um caminhada pela cidade em que se deixou levar pelo desconforto físico e mental.

Fonte: DN