Museu de História de Londres comemora chegada a Marte

31

london_natural_history_museum_mars

Para assinalar a aterragem do Perseverance em Marte, o Museu de História Natural de Londres revelou uma réplica gigante do Planeta Vermelho. A obra de arte de sete metros está no Hintze Hall, ao lado do esqueleto da baleia azul ‘Hope’, e foi criada pelo artista britânico Luke Jerram.

A obra foi feita numa escala de 1: 1 milhão com cada centímetro da escultura a representar 10 quilómetros da superfície de Marte, de acordo com Luke Jerram. Embora a obra  seja incrível e marque um importante momento histórico, não pode ser vista ao vivo já que o Museu de História Natural permanece fechado devido às restrições do COVID-19. No entanto, estará disponível para visualização assim que as restrições forem reduzidas e o museu reabrir.

O Perseverance selecionará amostras de rocha e solo de Marte cientificamente interessantes para reconstruir o ambiente da superfície de Marte há bilhões de anos, quando se acredita que poderia ter existido vida no planeta. Os cientistas do museu, Caroline Smith e Keyron Hickman-Lewis fazem parte da equipa de ciências da NASA e ajudarão a tomar decisões sobre amostragem e análise durante o curso da missão.

Para mais informações (+)