Escavação arqueológica na antiga Feira Popular revela vestígios romanos

80

feira_popular_lx

Os terrenos da antiga Feira Popular de Lisboa, na zona de Entrecampos, estão a ser palco de uma escavação arqueológica alargada, verificando-se vestígios de períodos diferentes, inclusive de cronologia romana, avançou esta quinta-feira a empresa proprietária Fidelidade.

“Foram desenvolvidos em 2019 um conjunto de sondagens arqueológicas distribuídas por toda a extensão do terreno”, indicou a Fidelidade à agência Lusa, explicando que os terrenos da antiga Feira Popular de Lisboa se localizam numa zona que obriga à execução de trabalhos arqueológicos prévios, o que resultou na identificação de “um conjunto de realidades arqueológicas de cronologias variadas”.

Assegurando que os trabalhos estão a ser realizados em estreita articulação com a Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), a empresa proprietária dos terrenos adiantou que, actualmente, está em execução “uma escavação arqueológica alargada, que permitirá a caracterização e registo de todas as realidades arqueológicas existentes na área em análise, cumprindo-se assim com o princípio legal da conservação pelo registo”.

Neste momento, é possível observar “um conjunto de estruturas em positivo, edificadas em alvenaria de pedra e argamassa de cal de cronologias moderna e contemporânea”, referiu a empresa, revelando que a grande maioria das estruturas visíveis são de cronologia contemporânea (século XIX) e que, num plano inferior, podem observar-se estruturas de cronologia moderna, em alvenaria de pedra, e um conjunto de fossas, escavadas no sedimento argiloso existente, também executadas em período moderno (séculos XVII/XVIII).

“Sob estas realidades e já muito afectadas por estas ocupações mais recentes, podem observar-se alguns pisos e restos de muros resumidos às suas fundações de cronologia romana (vestígios ainda não intervencionados)”, informou a Fidelidade, em resposta escrita à agência Lusa.

(…)

Fonte: Público

Artigo completo (+)