Matadouro de Campanhã no Porto vai acolher coleção de Távora Sequeira Pinto

79

Matadouro_Porto

A coleção particular de Távora Sequeira Pinto vai ficar instalada na futura extensão do Museu da Cidade no Matadouro Industrial de Campanhã, cuja inauguração está prevista para 2023, onde vão estar expostas mais de 1.100 peças.

A proposta do contrato promessa de comodato foi aprovada, por unanimidade, na reunião de executivo municipal, esta manhã, na qual foi sublinhado e destacado por todo o executivo o “ato de generosidade” para com a cidade de Álvaro Sequeira Pinto.

Na reunião camarária, o diretor artístico do Museu da Cidade, Nuno Faria, salientou que o protocolo de comodato das peças não só acrescenta valor à coleção municipal, como a “projeta para um patamar de excelência internacional”, dada a singularidade de algumas peças.

Algumas das peças desta coleção, que se começou a consolidar desde a década de 80, foram inclusivamente apresentadas em importantes instituições, desde a presença na Europália 91′, na Bélgica, como pelo V&A Victoria and Albert Museum, em Londres, os Museus Capitolinos, em Roma, e o Asian Civilisations Museum, em Singapura.

Com uma abrangência temporal e geográfica vasta, entre a Índia, a China o Japão, ou outros países em que a presença dos portugueses foi historicamente importante, a coleção integra obras de origens e tipologias muito distintas, “nomeadamente escultura, mobiliário, cartografia, desenho, pintura, têxteis, joalharia e prataria, porcelanas e faianças”, incidindo especialmente na expansão seiscentista portuguesa a Oriente, e cobrindo, igualmente, outras zonas geográficas, como as Américas.

Destacam-se ainda núcleos de arte europeia antiga, tardo-medieval, primitiva e renascentista.

Fonte: Porto Canal