Museu dos Terceiros, Museu Municipal de Vidigueira e Museu do Neorrealismo integram RPM

58

RPM

Foi publicado, em Diário da República o Despacho n.º 3533/2021, do Gabinete da Ministra da Cultura, que aprova a credenciação, no âmbito da Rede Portuguesa de Museus, do Museu dos Terceiros, em Ponte de Lima, do Museu Municipal de Vidigueira e do Museu de Neorrealismo, em Vila Franca de Xira.

A Rede Portuguesa dos Museus passa assim a integrar 159 museus.

Museu dos Terceiros, tutelado pela Câmara Municipal de Ponte de Lima / Instituto Limiano – Museu dos Terceiros, tem por vocação o estudo, salvaguarda e valorização de todos os valores culturais do Município de Ponte de Lima, concretamente das obras de arte sacra. O seu acervo é constituído, na sua quase totalidade, por obras de arte sacra dos séculos XVII e XVIII.

Museu Municipal de Vidigueira, tutelado pela Câmara Municipal de Vidigueira, tem como traço identitário o aproveitamento de um edifício histórico emblemático no concelho, a antiga Escola Primária Vasco da Gama, que funcionou por mais de um século, entre 1883 e 1991, e a recolha de um conjunto de peças representativas de um passado relativamente recente, cujo processo contou com a participação ativa da comunidade envolvente através de doações e relatos de histórias de vida, permitindo uma abordagem museológica da memória identificativa dos vidigueirenses desde o final do século XIX até aos anos 30-40 do século seguinte.

 O Museu do Neorrealismo, tutelado pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, é resultado de um processo longo e complexo. A sua origem remonta a 1969, ano da morte do escritor vila-franquense António Alves Redol, quando surgiu a intenção de se fundar uma Casa-Museu Alves Redol. A história do Museu é assim indissociável da figura do escritor, estando a sua génese diretamente relacionada com o desaparecimento deste que foi considerado um dos expoentes máximos do neorrealismo português.

Fonte: DGPC