Vivan Maier em exposição no Centro Cultural de Cascais

57

exp_vivian_maiers_centro_cultural_cascais

Mais de uma centena de trabalhos da fotógrafa norte-americana Vivian Maier podem ser vistos, no Centro Cultural de Cascais, até 18 de maio, numa “mostra inédita” em Portugal.

Vivian Maier (1926-2009) é “uma artista velada pelo mistério”, que durante mais de quarenta anos trabalhou como ama em Chicago.

Com curadoria de Anne Morin, “Vivian Maier: Street Photographer”, segundo a Fundação D. Luís I, que coorganiza a exposição, reúne 135 trabalhos, entre fotografias e filmes em Super 8, da “ama que impressionou o mundo com a sua fotografia e que, através da sua profunda vontade de documentar, registar e interpretar o mundo ao seu redor, captou inúmeras peculiaridades da América urbana, na segunda metade do século XX”.

Os trabalhos que estarão em exibição em Cascais, realizados entre 1953 e 1984, na sua maioria a preto e branco, “incluem uma série dos peculiares autorretratos da artista realizados com um cunho muito pessoal, quase como se estivessem assinados”. “São também apresentadas fotografias a cores que Maier produziu nos últimos 30 anos da sua vida, nas quais se evidencia o seu olhar atento para a harmonia das cores na composição das imagens”, lê-se num comunicado da fundação.