DRCAlentejo promove valorização e salvaguarda do Património Azulejar do Alentejo

65

azulejos

A Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo) participou no congresso virtual “Azulejo: Património em Risco?”, que teve lugar nos passados dias 20 e 21 de maio, organizado pela Sociedade de Geografia de Lisboa com o propósito de promover a discussão em torno da salvaguarda deste património e da eficácia dos mecanismos existentes para a sua proteção.

Em nota enviada à nossa redação, a Direção regional de Cultura do Alentejo dá conta que, além de integrar a comissão científica do congresso, com a participação da Técnica Superior Deolinda Tavares, a DRCAlentejo apresentou o projeto que se encontra a desenvolver TILES – Transporte, Inventariação, Limpeza e Salvaguarda do Património Azulejar pertencente à DRCAlentejo, a cargo das Técnicas Superiores Ângela Barrigó e Maria Oliveira. O TILES integra o plano de atividades do Projeto Magalhães_ICC / INTERREG V-A Espanha-Portugal 2014-2020 (POCTEP).

A Direção Regional de Cultura encontra-se também a preparar outras iniciativas que visam a valorização e proteção do Património Azulejar do Alentejo, designadamente, o que integra o acervo do Museu Rainha Dona Leonor, em Beja – conjunto de azulejaria hispano-mourisca do século XV (sala do Capítulo) – acompanhando as preocupações que estiveram na origem deste congresso e que motivaram a abertura do processo de classificação de vários conjuntos de azulejos como Bens de Interesse Nacional, pela Direção – Geral do Património Cultural.

Fonte: Rádio Campanário