19.ª edição do Prémio João de Almada

56

Câmara Municipal do Porto, logo

Estão abertas as candidaturas à 19.ª edição do Prémio João de Almada. Este prémio é atribuído a cada dois anos pela Câmara Municipal do Porto e visa distinguir os melhores exemplos de reabilitação urbana. Pode candidatar-se até ao dia 30 de junho.

O prémio pretende “incentivar e promover a recuperação de edifícios na cidade do Porto”, diz a autarquia no seu site, e foi criado em 1987. Pode concorrer às categorias de Edifícios Residenciais e de Edifícios não Residenciais, sendo que as obras apresentadas devem ter sido concluídas entre junho de 2019 e junho de 2021. Só o arquiteto responsável pela obra ou o proprietário do imóvel é que se podem candidatar.

No caso desta edição, o júri do concurso será liderado pelo presidente da autarquia, Rui Moreira, contando ainda com representantes de entidades como a Direção Regional de Cultura do Norte, a Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, a Ordem dos Arquitectos (Secção Regional do Norte), a Ordem dos Engenheiros — Região Norte, a Direção Municipal de Urbanismo e o Departamento Municipal de Gestão Cultural da Câmara do Porto. Além destes, integrarão o júri dois arquitetos vencedores da edição anterior, Tiago Figueiredo e Nuno Graça Moura.

Os dois projetos distinguidos nesta edição do Prémio João de Almada irão receber dez mil euros cada. Desses, três mil euros serão destinados ao proprietário do imóvel à data da atribuição do prémio, cabendo ao arquiteto que projetou as obras de recuperação os restantes sete mil euros.

Para mais informações (+)