Reservatório de água transformado em estação arqueológica

433

reservatorio_agua_porto

O espaço do antigo reservatório de água do Parque da Pasteleira foi renovado e transformado numa estação arqueológica que funciona agora como museu, como espaço de trabalho e de mediação, e como uma reserva viva onde se guardam vestígios arqueológicos. Neste espaço será possível descobrir a evolução da cidade, no espaço e no tempo, a sua história material, as suas fundações, as suas muralhas e praças, o rio que a atravessa, as suas ruas, monumentos e a evolução da sua malha urbana. Inaugurado a 11 de Julho, terá entrada livre até 18 de Julho.

O Reservatório é uma das estações do Museu da Cidade, reunindo artefactos, vestígios e fragmentos encontrados em escavações ou recolhidos de edifícios e monumentos da cidade, e que integram as colecções municipais. O espectro temporal abrangido por este conjunto de objectos vai da época contemporânea até ao Paleolítico, estendendo-se, assim, da História à Pré-História.

Com renovação arquitectónica assinada por Alexandre Alves Costa e Sérgio Fernandez, projecto museográfico de João Mendes Ribeiro e projecto sonoro de João Pais Filipe, o Reservatório foi concebido como um “labirinto do tempo”, explica o site do Museu da Cidade. Uma vez que não está organizado de modo linear ou teleológico, o espaço estrutura-se em função de dois eixos.

Para mais informações (+)