“EscarpArte” promove visitas a pinturas rupestres em Mirandela

134

pinturas_rupestres_mirandela

O concelho de Mirandela guarda aquela que é considerada a maior concentração portuguesa de pintura rupestre, descobertas há 32 anos nas escarpas da Serra de Santa Comba.

As pinturas vão passar a ser visitável no âmbito de um projeto desenvolvido com o apoio financeiro do programa “Promove-o futuro do Interior”, uma iniciativa do banco BPI e da Fundação “La Caixa”, em parceria com a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Além de estudos de arte rupestre, das intervenções planeadas constam o mapeamento e levantamento digital 3D e multiespectral, a realização de trabalhos de arqueologia por meio de escavação, de trabalhos de conservação e valorização arquitetónica, processamento e análise de materiais recolhidos”.

Estão previstas também a promoção de educação patrimonial, a criação de meios de divulgação e apresentação ao público, com recurso às mais recentes tecnologias, bem como a criação de percursos de visitação com recurso a soluções móveis inovadoras.

O projeto “EscarpArte” é promovido pelo município de Mirandela numa parceria liderada pelo Laboratório Colaborativo MORE do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), juntamente com a autarquia local, a Universidade do Porto e o Grupo Dryas Octophetala.

O investimento estimado é de “200 mil euros, sendo a comparticipação por parte da autarquia de cerca de 95 mil euros”, e a iniciativa conta também com apoio da Direção Regional de Cultura do Norte.

Fonte: Sic