Calçada Portuguesa é Património Cultural Imaterial Nacional

348

calcada_portuguesa

A Associação da Calçada Portuguesa viu reconhecida pela Direção Geral do Património Cultural a candidatura chamada “Arte e Saber-Fazer da Calçada Portuguesa”, que propunha a inclusão da calçada portuguesa no Inventário Nacional do Património Cultural e Imaterial.

“A consideração da Arte e Saber-Fazer da Calçada Portuguesa como Património Cultural Imaterial constitui o reconhecimento da importância dos profissionais que constroem e mantêm o chão que pisamos”, defende a associação. “Uma arte que transporta em si a sensibilidade artística de um povo, que muito contribuiu para marcar a pegada dos portugueses no mundo, que importa proteger, valorizar, promover e Internacionalizar.”

A Associação da Calçada Portuguesa foi criada em 2017 por iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa com o objectivo de proteger, valorizar, promover e internacionalizar a calçada portuguesa, enquanto património cultural e factor de identidade de Lisboa (onde nasceu) e de Portugal. Tem como associados a UCCLA, a Assimagra – Recursos Minerais, o Grupo Português da Associação Internacional para a Proteção da Propriedade Intelectual, a Universidade de Lisboa e a Câmara Municipal de Porto de Mós.