Ampliação do Museu de Serralves com financiamento comunitário aprovado

180

Serralves

O financiamento comunitário para a ampliação do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, no Porto, já foi aprovado, anunciou esta segunda-feira a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN).

“O financiamento do NORTE 2020 (Programa Operacional Regional do Norte) será de quatro milhões e 250 mil euros para um investimento elegível que ascende a cinco milhões de euros”, referiu a CCDRN, em comunicado.

O projecto, que deverá estar concluído até Junho de 2023, terá a assinatura do arquitecto Álvaro Siza, reforçando a “marca de arquitectura de referência mundial do espaço e da cidade”, sublinha o comunicado.

Os objectivos do investimento passam por reforçar a área expositiva do Museu de Serralves, permitindo aumentar e diversificar a oferta museológica e artística existente, dedicar uma ala ao desenvolvimento da colecção da Fundação (que inclui parte do arquivo de Álvaro Siza e o acervo de Manoel de Oliveira) e capacitar as funções de reserva, explicou a CCDRN no mesmo comunicado.

Com a criação deste novo edifício, a Fundação de Serralves espera ver aumentado de “forma significativa” o número anual de visitantes.

O edificado contará com um piso para reservas e dois pisos expositivos com salas interligáveis e ajustáveis, vincou. “Os benefícios culturais, patrimoniais e artísticos e os impactos turísticos e económicos positivos, à escala regional, estão na base da decisão do financiamento”, lê-se no comunicado.

A iniciativa foi reconhecida como de “utilidade pública”, nos termos do despacho conjunto emitido pela Ministra da Cultura e pelo Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, a 28 de Abril de 2021.

Fonte: Público