Obras em futuro supermercado expõem vestígios do Real Colyseu de Lisboa

138

real_colyseu_lx

A transformação do edifício da antiga Garagem Lis, na zona do Intendente, num supermercado, expôs parte da estrutura do desaparecido Real Colyseu de Lisboa, construído em 1887, e cujos vestígios foram agora registados antes de serem novamente soterrados.

As obras de transformação do edifício Lis, situado na esquina entre a Rua da Palma e a Calçada do Desterro, exigiam que se tentasse perceber se havia ali vestígios arqueológicos.

A equipa da Era Arqueologia, contratada para o efeito, já tinha “noção do que ali estava”, partilhou com a Lusa a arqueóloga Arlete Figueira, lembrando que há fotografias, relatos e notícias que dão conta de que era naquele local que se situava, em finais do século XIX, o Real Colyseu de Lisboa, demolido para dar lugar ao edifício da Garagem Lis, construído em 1933 e entretanto classificado como Imóvel de Interesse Público.

Na fase de “sondagem, de diagnóstico, que tem de ser feito, em termos legais, dentro do contexto da obra”, os arqueólogos encontraram “parte do embasamento da estrutura do Coliseu, ou seja, de toda a zona onde se realizavam todos os espetáculos de ópera, teatro, e onde foi exibido pela primeira vez um filme em Portugal”.

(…)

Fonte: JN

Artigo completo (+)