Exposição de Fotografia de Rute Violante no Museu Joaquim Correia

160

exp_foto_marinha_grande

O Museu Joaquim Correia, no Largo 5 de Outubro, na Marinha Grande, inaugura a exposição de fotografia de Rute Violante “ARBÓREA”, no próximo sábado, 30 de Outubro, pelas 16h30, com entrada gratuita.

De acordo com a sinopse da exposição, da autoria de Paulo Kellerman, “como tantas vezes acontece no seu trabalho fotográfico, existe uma busca artística, espiritual e filosófica que transparece de forma subtil nas fotografias apresentadas. Cada foto é um convite a parar, a sentir e a simplesmente estar. Cada foto contraria a voracidade dos relógios a que todos nos submetemos, desafiando-nos a que sintamos o tempo, em vez de o perseguir, em vez de o tentar segurar”.

“O trabalho da Rute mergulha nas contradições aparentes e nas conexões invisíveis para oferecer uma perspectiva do mundo tão serena e bela quanto introspectiva e questionadora. Propondo uma criação artística que comunica simultaneamente com a razão e com a emoção, com a alma e com o corpo, ARBÓREA oferece uma possibilidade de mudança e formula um convite ao movimento”, acrescenta-se.

Rute Violante nasceu em Leiria, a 11 de Novembro de 1977. O despertador das artes só tocou depois dos 19 anos, tendo começado a fotografar com essa idade com uma câmara analógica que o seu pai lhe ofereceu.

Siga-nos