Alenquer inaugura Museu do Presépio

59

presepio_alenquer

A Câmara de Alenquer inaugura a 1 de Dezembro o Museu do Presépio, um investimento de mais de meio milhão de euros para promover a já designada “vila presépio” e o seu presépio monumental, anunciou o seu vice-presidente.

“Em Portugal, só há dois museus do presépio, mas com exposições privadas ou de igrejas e com peças artísticas”, afirmou à agência Lusa Rui Costa, sublinhando a importância do Museu do Presépio de Alenquer no panorama nacional.

O museu tem um núcleo dedicado à exposição permanente de presépios de vários períodos da história paradigmáticos. Entre os vários elementos expositivos, destacam-se presépios dos séculos XVIII a XX cedidos pelo Museu Nacional de Arte Antiga, pertencentes a diferentes escolas artísticas, como os presépios construídos dentro de caixas de madeira e vidro do escultor Barros Laborão, contemporâneos dos construídos por Machado de Castro.

Da exposição permanente, fazem também presépios históricos de ceramistas de renome, como Herculano Elias, Alberto Miguel ou José Franco e outros de artistas e artesãos contemporâneos, como Delfim Manuel, adquiridos pelo município.

Um outro núcleo museológico é dedicado à ligação histórica de Alenquer ao presépio, explorando a geografia da própria vila, à chegada dos franciscanos a Portugal e a Alenquer, à exposição do primeiro presépio encontrado no país, precisamente na Quinta de Santa Catarina da Carnota, em Alenquer, no século XVI, com dezenas de figuras superiores a 60 centímetros.

(…)

Fonte: Público