Assinatura de contratos PPR – Braga e Lamego

69

Museu de Lamego
Museu de Lamego

A Ministra da Cultura, Graça Fonseca, e a Secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira, participaram no dia 20 de novembro, nas cerimónias de assinatura dos contratos interadministrativos de cooperação para as intervenções previstas no Museu de Lamego, em Lamego, e no Museu dos Biscainhos, no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa e no Mosteiro de São Martinho de Tibães, em Braga, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

O Plano de Recuperação e Resiliência compreende uma componente exclusivamente dedicada à Cultura, com um valor global que ascende aos 243 milhões de euros. Deste investimento, 150 milhões de euros destinam-se à valorização, salvaguarda e dinamização do Património Cultural e 93 milhões de euros serão afetos à Transição Digital das Redes Culturais para a modernização tecnológica e digitalização de artes, literatura e património. Estes investimentos vão salvaguardar e valorizar o património cultural e natural, promover o emprego e a atração de novos públicos, fortalecendo as redes no território.

Neste âmbito, em Lamego, serão assinados contratos interadministrativos de cooperação entre o Município e o Ministério da Cultura, através da Direção Geral do Património Cultural, da Direção Regional de Cultura do Norte e do Gabinete de Estratégia, Planeamento e Avaliação Culturais. Estes contratos abrangem a realização da empreitada no Museu de Lamego, num investimento total de cerca de 1,2 milhões de euros.

Em Braga serão assinados contratos entre o Ministério da Cultura, através da Direção Geral do Património Cultural, da Direção Regional de Cultura do Norte e do Gabinete de Estratégia, Planeamento e Avaliação Culturais, e o Município para as intervenções no Museu dos Biscainhos, no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa e no Mosteiro de São Martinho de Tibães.

Para o Museu dos Biscainhos está previsto um investimento total na ordem de 1,3 milhões de euros, que prevê a reabilitação de fachadas, a melhoria das condições de acessibilidade e a instalação de wifi neste equipamento cultural.

A intervenção no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa contempla obras diversas de conservação interior, assim como a revisão de condições ambientais da área expositiva e da infraestrutura elétrica.

Ainda em Braga, serão concretizadas obras no Mosteiro de São Martinho de Tibães, com calendário previsto de arranque no segundo trimestre de 2023 e conclusão no final de 2024.

Fonte: Cultura.gov