Évora apresenta candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027

85

evora_capital_europeia_cultura_2027

A candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura (CEC) 2027 foi enviada esta terça-feira para análise pelo júri internacional e propõe a região do Alentejo como “centro de cultura e de pensamento”.

Tendo como mote a palavra “vagar”, expressão tipicamente alentejana, a candidatura privilegia a criação de projetos de artistas e organizações locais, promovendo o tecido cultural de Évora e do Alentejo a nível nacional e internacional.

Segundo a equipa coordenadora, o programa da candidatura é baseado em três eixos: herança cultural, intangibilidade e biodiversidade.

“Évora 2027 centra-se nos desafios que a sociedade partilha enquanto coletivo, partindo do território para abordar questões como as alterações climáticas, as migrações forçadas, a cooperação global ou até mesmo a transformação digital”, revelaram os promotores.

A candidatura a CEC é “uma oportunidade para reforçar o diálogo ativo do setor cultural e criativo local, criando pontes com outras áreas da sociedade, com o resto do país e com a Europa”, pode ler-se no comunicado enviado pela equipa que coordena o trabalho.

O dossiê da candidatura vai ser “disponibilizado publicamente após a audiência com o júri internacional, em data a anunciar pelo Gabinete de Estratégia, Planeamento e Avaliação Culturais (GEPAC), tal como exigido pelo regulamento”.

A equipa de missão de Évora 2027, coordenada por Paula Mota Garcia, revelou ainda que pretende, “brevemente”, promover “uma segunda vaga de encontros” distribuídos pela cidade e pelo Alentejo Central para “partilhar os próximos passos e desenvolvimentos da candidatura”.

A ‘shortlist’ (ou lista restrita) das cidades candidatas a Capital Europeia da Cultura 2027 que vão ser convidadas a detalhar as suas propostas, de acordo com um conjunto de recomendações, vai ser publicada no início do próximo ano.

Quanto à decisão final do júri, composto por 12 elementos, dois deles portugueses, será conhecida em dezembro de 2022 ou janeiro de 2023, disse a equipa de missão, referindo que, em 2027, o título de CEC será atribuído a duas cidades, uma em Portugal e outra na Letónia.

Fonte: Observador