‘NENHUM SÍTIO É DESERTO. Álvaro Siza: Piscina de Marés (1960-2021)’ em exposição

98

exp_piscina_mares

A Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP) inaugura a exposição ‘NENHUM SÍTIO É DESERTO. Álvaro Siza: Piscina de Marés (1960-2021)’ no dia 18 de maio, 4.ª feira, às 18h.

‘NENHUM SÍTIO É DESERTO. Álvaro Siza: Piscina de Marés (1960-2021)’, com curadoria de Teresa Cunha Ferreira e Luís Urbano, ilustra as múltiplas vidas de uma das mais emblemáticas obras da arquitetura do século XX, integrando um conjunto de elementos desenhados, fotográficos, audiovisuais, maquetas e objetos – muitos deles inéditos – que nos permitem reconstituir uma narrativa crítica do processo de projeto, construção e reabilitação do edifício ao longo das últimas seis décadas.

A Piscina de Marés, classificada como Monumento Nacional em 2011 e incluída no “Conjunto de Obras Arquitectónicas de Álvaro Siza” inscritas na Lista Indicativa do Património Mundial (2017), destaca-se neste âmbito pelos seus excepcionais valores culturais e paisagísticos, e por ser uma referência internacional da arquitetura moderna ainda em pleno uso pelas comunidades locais.

“Nenhum sítio é deserto. Álvaro Siza: Piscina de Marés (1960-2021)” propõe, assim, um olhar renovado sobre esta obra de referência no contexto da arquitetura mundial, abrindo novas perspetivas interpretativas e, simultaneamente, inspirando o ensino e a prática da arquitetura para as gerações futuras.

A exposição é acompanhada pela edição de um catálogo que propõe uma viagem temporal sobre a obra, sem prejuízo de alguns desvios para maior clarificação das fases projetuais. Porém, os diferentes suportes documentais (desenhos, fotografias, peças escritas) aparecem aqui combinados em sequência cronológica, permitindo um olhar mais filológico sobre as diferentes estratigrafias do conjunto edificado. Apresentam-se, então, diferentes possibilidades de leitura da obra, abertas a múltiplas perspetivas de análise e interpretação.

A Exposição enquadra-se no projeto da FAUP financiado através da iniciativa ‘Keeping It Modern’ da Fundação Getty, e integrado na Cátedra UNESCO “Património, Cidades e Paisagens. Gestão Sustentável, Conservação, Planeamento e Projeto”, atribuída à Universidade do Porto através da FAUP.

A iniciativa integra o programa de celebração dos 40 anos da FAUP (1979-2019).

Siga-nos