Porto autoriza viagem do coração de D. Pedro IV para o Brasil

126

d_pedro_iv

O coração do rei D. Pedro IV vai ser temporariamente trasladado para o Brasil em datas a acertar, confirmou esta quarta-feira o presidente da câmara municipal do Porto, Rui Moreira.

A relíquia de 187 anos foi avaliada durante “mais de cinco horas”, a 31 de maio, por uma equipa de cinco peritos das áreas da anatomia, medicina legal, genética e biologia forense, nomeados pelo Instituto de Medicina Legal, para atestar a segurança da iniciativa.

“O relatório de perícia ainda não está totalmente concluído, mas já nos foi assegurado que o coração de D. Pedro IV poderá ser transladado temporariamente para o Brasil, mediante a exigência de um transporte em ambiente pressurizado”, revelou Rui Moreira.

A operação vai ficar a cargo da Força Aérea Brasileira (FAB), mas o autarca do Porto revelou que vai acompanhar o transporte do “importante tesouro da cidade”, assegurando ainda que o vaso em que o coração se encontra esteja “devidamente selado”.

A viagem vai implicar a apresentação ao Ministério dos Negócios Estrangeiros de “um conjunto de garantias legais”, um compromisso de estado entre Portugal e Brasil.

Rui Moreira revelou que o Porto também vai associar-se às celebrações dos 200 anos de independência do Brasil, organizando uma exposição sobre a presença de D. Pedro IV na cidade com o nome “Pedro, a Independência do Brasil e o Porto”, comissariada pelas professoras Conceição Meireles Pereira e Amélia Polónia.

Para setembro ficou também prometido um concerto no órgão renovado da Igreja da Lapa, bem como várias publicações, conferências e visitas.

Siga-nos