Novas exposições no Museu Ibérico de Arqueologia e Arte

49

miaa_abrantes

A Colecção Figueiredo Ribeiro e a Câmara Municipal de Abrantes apresentam duas exposições no Museu Ibérico de Arqueologia e Arte (MIAA) – a exposição de pintura “Dois Cafés”, de Luís Paulo Costa, e a exposição de escultura “O que fazer?”, de Martim Brion.

“Dois Cafés” consiste em “peças tridimensionais, das quais se extrai o título para a exposição. Esta é de uma natureza pictórica e as questões nela envolvidas são as do campo da pintura. Isso acontece porque o trabalho de Luís Paulo Costa centra-se na credulidade que a imagem pintada oferece, isto é, na sua fiabilidade face a uma imagem fotográfica ou a um objeto reconhecível. Porém, nos trabalhos mais recentes, o próprio artista corrompe essa fiabilidade, introduzindo sobre a pintura de base elementos disruptores”, descreve com pormenor a curadora Sara Antónia Matos.

Já Martim Brion, apresenta-se numa exposição individual que, segundo o curador João Silvério, “confronta-nos com uma série de trabalhos escultóricos que transitam do formato tridimensional para a fotografia, para o texto e, em termos de composição, para uma estratégia formal estribada numa geometria abstracta, que estabelece padrões equilibrados entre a escala e a proporção de uma paleta cromática de grande rigor e economia.”

Siga-nos