Universidade de Coimbra vai criar o primeiro laboratório de ADN antigo em Portugal

176

Coimbra

A Universidade de Coimbra (UC) vai criar o primeiro laboratório de ADN antigo do país. Esta nova estrutura, que será inaugurada em 2024 e que ficará alojada na UC, pretende ser um laboratório de investigação e de inovação de referência nos domínios em que o estudo de ADN antigo pode ter um papel fundamental para o avanço do conhecimento, nomeadamente nas áreas da biologia evolutiva, conservação, saúde, ambiente e arqueologia.

Este espaço pioneiro em Portugal pretende, assim, promover a excelência científica, colaborativa e interdisciplinar, uma vez que vai ser uma estrutura de apoio para vários domínios de investigação, nomeadamente, o estudo da adaptação e mobilidade de populações e espécies como resposta a alterações ambientais; a utilização de ADN antigo, ambiental e forense para monitorização da biodiversidade, espécies invasoras, qualidade alimentar e preservação de recursos naturais; o estudo da valorização das populações e do seu território, incluindo aldeias históricas e locais arqueológicos; o estudo da incidência e evolução de doenças ao longo do tempo; ou a implementação e análise computacional de dados genómicos de larga-escala (big data).

O novo laboratório vai envolver diversas unidades de ensino e investigação da Universidade de Coimbra, nomeadamente o CEIS20, o Centro de Investigação em Antropologia e Saúde (CIAS) da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCTUC), o Departamento de Ciências da Vida da FCTUC, o Jardim Botânico, o Museu da Ciência ou a Faculdade de Letras (FLUC).

Siga-nos