Coleção de Arte do Estado recebe este ano mais 50 obras de 35 artistas

68

logo_ministerio_cultura

A Coleção de Arte Contemporânea do Estado (CACE) vai receber mais 50 novas obras de 35 artistas, adquiridas este ano por 800 mil euros, anunciou o ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, em Lisboa.

Entre os artistas de várias gerações das obras selecionadas estão Ana Jotta, Grada Kilomba, Hugo Canoilas, Luisa Cunha, Pedro Barateiro, Alexandre Estrela, Duarte Amaral Netto, Emily Wardill, Gabriel Abrantes, Ernesto de Sousa (1921-1988), Fernando José Pereira, Francisco Tropa, Rui Moreira e São Trindade.

Para a sustentação da escolha das obras em vídeo, colagem, pintura, desenho, instalação, objetos, escultura, ‘mixed media’, perfomance ou fotografia, o júri destacou motivos como a prática artística “de grande relevância no panorama artístico nacional e internacional” e o “percurso de grande consistência contando com um extenso currículo de exposições individuais e coletivas”.

Outras razões prendem-se com o facto de o trabalho estar “imbuído de um importante olhar sobre a história e a cultura portuguesa”, ou ainda a reflexão demonstrada, a expressão multidisciplinar, qualidades narrativas, coesão e consolidação.

Ana Cardoso, Armanda Duarte, Armando Azevedo, Avelino Sá, Bruno Zhu, Carla Filipe, Daniel Barroca, Helena Lapas, Hernâni Reis Baptista, Inês Zenha, Isaque Pinheiro, Jorge de Oliveira, Jorge Molder, José Manuel Rodrigues, Pedro Barateiro, Júlia Ventura, Pedro Valdez Cardoso, Pedro Letria, Sara Graça, Susanne Themlitz e XANA (Alexandre Alves Barata) também são autores de obras escolhidas.

Siga-nos