Joana Vasconcelos em exposição no MAAT

271

joana_vasconcelos_maat

O MAAT apresenta Plug-in, uma exposição individual de Joana Vasconcelos, que reúne obras inéditas, algumas peças icónicas produzidas pela artista plástica desde 2000, e ainda obras da Coleção de Arte Fundação EDP, estabelecendo um diálogo entre o património da eletricidade, a tecnologia e as artes plásticas. 

Plug-in tem lugar em ambos os edifícios do museu, agora designados como MAAT Central e MAAT Gallery. No primeiro, a artista apresenta a Árvore da Vida (2023), criada no contexto da Temporada Cruzada Portugal-França e adaptada agora Sala da Baixa-Pressão Sul da Central Tejo.

No MAAT Gallery, são apresentadas sete obras no total: a inédita Drag Race (2023), que estabelece um diálogo com War Games (2011), duas viaturas convencionais transformadas em obras de arte, a primeira exuberantemente ornamentada com talha dourada e plumas e a segunda coberta com espingardas brinquedo e recheada com bonecos de peluche.

Duas peças que marcaram presença no Guggenheim Museum de Bilbau são apresentadas pela primeira vez em Lisboa: a máscara de espelhos popularizada com o título I’ll Be Your Mirror (2019) e o gigantesco anel Solitário (2018), que será instalado no exterior do museu. Da Ásia chega a tentacular escultura têxtil Valkyrie Octopus criada em 2015 para o casino MGM Macau; pela primeira vez na Europa, será suspensa na Galeria Oval.

A estas obras da produção mais recente da artista, junta-se uma outra pertencente à Coleção de Arte Fundação EDP, que permite revisitar a sua história, sem nunca perder a ligação elétrica que dá o mote a esta exposição. Strangers in the Night (2000) marcou presença nesta mesma localização em Medley, a primeira retrospetiva de Joana Vasconcelos, tornada possível pela primeira edição do Prémio Novos Artistas Fundação EDP que lhe foi atribuído em 2000. 

A exposição abre ao público no dia 29 de setembro

Siga-nos