Coimbra integra projeto CHARME dirigido à digitalização do património cultural

118

torre_almedina

O executivo municipal aprovou, na reunião de Câmara de 2 de abril, a participação do Município de Coimbra no projeto CHARME Digital Cultural Heritage Activities acRoss Multiple European Regions, do Programa INTERREG Europe.

A digitalização da Torre da Almedina, as aplicações digitais e visitas virtuais no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra (UC) e, ainda, o TUMO (primeiro centro de tecnologias digitais e criativas instalado num icónico edifício da baixa de Coimbra) são alguns exemplos de boas práticas que a Câmara Municipal apresenta no âmbito desta candidatura dirigida à digitalização do património cultural.

O projeto CHARME é liderado pelo Município de Pavia (Itália), tendo como parceiros os municípios de Coimbra, Poitiers (França), Turku (Finlândia) e Iasi (Romenia) e, como Advisory Partner, a Universidade de Pavia (Itália). No quadro desta parceria, que tem um investimento global de 1.366.646 euros, cabe ao Município de Coimbra entrar com 205.796 euros. A comparticipação global do FEDER (80%), no valor de 1 093 316,80 euros, corresponde a 164 636,80 euros da Câmara. A duração total do projeto INTERREG é de quatro anos, decorrendo em duas fases, estando previsto que se inicie no dia 1 de abril de 2024.

CHARME (+)

 

Siga-nos