Museu de Angra do Heroísmo

21

dim_mh

A 18 de maio regressa a 𝐍𝐨𝐢𝐭𝐞 𝐄𝐮𝐫𝐨𝐩𝐞𝐢𝐚 𝐝𝐨𝐬 𝐌𝐮𝐬𝐞𝐮𝐬, um evento que pretende através da exploração da dimensão universal do acervo do Museu de Angra do Heroísmo e da colaboração com diversos parceiros públicos e privados, a par de um programa lúdico-cultural diversificado, enfatizar, este ano, o papel relevante dos museus na educação e na investigação, sem, no entanto, perder de vista o 𝐚𝐧𝐨 𝐜𝐨𝐦𝐞𝐦𝐨𝐫𝐚𝐭𝐢𝐯𝐨 𝐝𝐨𝐬 𝟕𝟓 𝐚𝐧𝐨𝐬 𝐝𝐞 𝐞𝐱𝐢𝐬𝐭𝐞̂𝐧𝐜𝐢𝐚 𝐝𝐞𝐬𝐭𝐚 𝐢𝐧𝐬𝐭𝐢𝐭𝐮𝐢𝐜̧𝐚̃𝐨.
Como tal, pelas 𝟏𝟖𝐡𝟎𝟎, o MAH apresenta, no exterior do Edifício de São Francisco, o projeto 𝑶𝒂́𝒔𝒊𝒔 𝒃𝒚 𝑵𝒖𝒏𝒐 𝑺𝒂́ – 𝐖𝐢𝐥𝐝𝐥𝐢𝐟𝐞 𝐏𝐡𝐨𝐭𝐨𝐠𝐫𝐚𝐩𝐡𝐲, uma exposição composta por fotografias subaquáticas, através das quais é possível ficar a conhecer um pouco da biodiversidade marinha dos Açores.
No mesmo horário, 𝟏𝟖𝐡𝟎𝟎, decorrerá uma 𝐯𝐢𝐬𝐢𝐭𝐚 𝐨𝐫𝐢𝐞𝐧𝐭𝐚𝐝𝐚 𝐩𝐨𝐫 𝐌𝐚𝐫𝐢𝐚 𝐌𝐚𝐧𝐮𝐞𝐥 𝐑𝐢𝐛𝐞𝐢𝐫𝐨 𝐚̀ 𝐆𝐚𝐥𝐞𝐫𝐢𝐚 𝐝𝐞 𝐒𝐚𝐛𝐞𝐫𝐞𝐬 𝐞 𝐓𝐞́𝐜𝐧𝐢𝐜𝐚𝐬 𝐓𝐫𝐚𝐝𝐢𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐢𝐬, assinalando assim os 20 anos de criação deste espaço, alocado à Unidade de Gestão de Etnografia. Por seu turno, 𝐞𝐧𝐭𝐫𝐞 𝐚𝐬 𝟏𝟖𝐡𝟎𝟎 𝐞 𝐚𝐬 𝟐𝟐𝐡𝟎𝟎, 𝐚 𝐞𝐪𝐮𝐢𝐩𝐚 𝐝𝐨 𝐒𝐞𝐫𝐯𝐢𝐜̧𝐨 𝐄𝐝𝐮𝐜𝐚𝐭𝐢𝐯𝐨 𝐩𝐫𝐨𝐩𝐨̃𝐞 𝐮𝐦𝐚 “𝐄𝐬𝐭𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐂𝐫𝐢𝐚𝐭𝐢𝐯𝐚”, com atividades práticas associadas à etnografia.
Destaque ainda para um ℎ𝑎𝑝𝑝𝑒𝑛𝑖𝑛𝑔, para miúdos e graúdos, entre as 𝟏𝟖𝐡𝟑𝟎 𝐞 𝐚𝐬 𝟏𝟗𝐡𝟎𝟎, com a colaboração do Grupo de Baile da Canção Regional Terceirense, no espaço exterior e interior da antiga Fábrica de Tabaco Âncora, atual 𝐒𝐞𝐫𝐯𝐢𝐜̧𝐨 𝐄𝐝𝐮𝐜𝐚𝐭𝐢𝐯𝐨 𝐝𝐨 𝐌𝐀𝐇.
Paralelamente, 𝐚 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐚𝐬 𝟏𝟖𝐡𝟎𝟎, 𝐚𝐛𝐫𝐢𝐫𝐚̃𝐨 𝐨𝐬 𝐡𝐚𝐛𝐢𝐭𝐮𝐚𝐢𝐬 𝐪𝐮𝐢𝐨𝐬𝐪𝐮𝐞𝐬 𝐠𝐚𝐬𝐭𝐫𝐨𝐧𝐨́𝐦𝐢𝐜𝐨𝐬 (Made in Azores ; Cantina Mexicana; Ponto V; Caipirinhas do Joao Araujo; Doce Laranja; O Bocas – Sabores do Mundo; O Capote Roullote; Health 2 Go; Associação Marcha dos Veteranos ; Africana Tia NéNé) e, à semelhança de anos anteriores, os 𝐞𝐬𝐩𝐚𝐜̧𝐨𝐬 𝐞𝐱𝐩𝐨𝐬𝐢𝐭𝐢𝐯𝐨𝐬 (𝟏𝟖𝐡𝟎𝟎-𝟐𝟐𝐡𝟎𝟎) e as 𝐫𝐞𝐬𝐞𝐫𝐯𝐚𝐬 (𝟐𝟎𝐡𝟎𝟎-𝟐𝟐𝐡𝟎𝟎) do Museu encontrar-se-ão também abertas ao público.
O evento conta ainda com a 𝐜𝐮𝐫𝐚𝐝𝐨𝐫𝐢𝐚 𝐦𝐮𝐬𝐢𝐜𝐚𝐥 𝐝𝐞 𝐌𝐫𝐀𝐩𝐩𝐥𝐞𝐬&𝐂𝐨𝐚𝐥, assim como a 2.ª edição da 𝐌𝐚𝐫𝐚𝐭𝐨𝐧𝐚 𝐝𝐞 𝐅𝐨𝐭𝐨𝐠𝐫𝐚𝐟𝐢𝐚, organizada pelo grupo residente de fotografia do MAH, 𝑳𝒖𝒙 𝑭𝒆𝒄𝒊𝒕.
Lena d’Água estará também de 𝐫𝐞𝐠𝐫𝐞𝐬𝐬𝐨 𝐚̀ 𝐈𝐥𝐡𝐚 𝐓𝐞𝐫𝐜𝐞𝐢𝐫𝐚 após a sua mítica passagem pelo “Musical Açores 76/77”— o “Woodstock” português do Atlântico, cujo documentário, 𝑭𝒖𝒓𝒊𝒐𝒔𝒐𝒔 𝒅𝒐 𝑹𝒐𝒄𝒌, numa produção da Associação Cultural Burra de Milho, estará em 𝐞𝐱𝐢𝐛𝐢𝐜̧𝐚̃𝐨, 𝐩𝐞𝐥𝐚𝐬 𝟏𝟗𝐡𝟎𝟎, 𝐧𝐨 𝐀𝐮𝐝𝐢𝐭𝐨́𝐫𝐢𝐨-𝐁𝐚𝐫. O MAH, em colaboração com O Engenho – Associação Cultural, promove um 𝐜𝐨𝐧𝐜𝐞𝐫𝐭𝐨 𝐚̀𝐬 𝟐𝟐𝐡𝟎𝟎, 𝐧𝐨 𝐜𝐥𝐚𝐮𝐬𝐭𝐫𝐨, que conta com a apresentação do novo single da cantora “O que fomos e o que somos”, a integrar um álbum com edição prevista para o último trimestre de 2024. O novo disco sucede a “Desalmadamente”, editado em 2019, muito aclamado pelo público e pela crítica, considerado pelos principais meios musicais como um dos “Melhores Álbuns do Ano”. 𝐃𝐨𝐧𝐚 𝐝𝐞 𝐮𝐦𝐚 𝐯𝐨𝐳 𝐢𝐧𝐢𝐠𝐮𝐚𝐥𝐚́𝐯𝐞𝐥, 𝐋𝐞𝐧𝐚 𝐝’𝐀́𝐠𝐮𝐚, 𝐚 𝐝𝐢𝐯𝐚 𝐝𝐚 𝐏𝐨𝐩 𝐏𝐨𝐫𝐭𝐮𝐠𝐮𝐞𝐬𝐚, conta com um vasto percurso na história da música nacional, sendo a protagonista de várias canções que marcam a banda sonora da nossa vida. De sublinhar que a 𝐜𝐚𝐧𝐭𝐨𝐫𝐚 𝐟𝐚𝐫-𝐬𝐞-𝐚́ 𝐚𝐜𝐨𝐦𝐩𝐚𝐧𝐡𝐚𝐫 𝐧𝐨 𝐩𝐚𝐥𝐜𝐨 𝐩𝐨𝐫 𝐁𝐞𝐧𝐣𝐚𝐦𝐢𝐦, cantautor e produtor musical.
_
Todas as atividades do programa encontram-se em regime de 𝐥𝐢𝐯𝐫𝐞 𝐚𝐜𝐞𝐬𝐬𝐨 𝐞 𝐞𝐧𝐜𝐞𝐫𝐫𝐚𝐦 𝐚̀𝐬 𝟐𝟒 𝐡𝐨𝐫𝐚𝐬
Siga-nos