Caldas da Rainha promove colóquios e exposições sobre Bordados do Oeste

 

Os bordados característicos do Litoral Oeste – Bordados das Caldas, Bordados de Óbidos e Rendas de Bilros – vão estar em destaque num evento que irá decorrer nos dias 12, 13 e 14 de Setembro, nas Caldas da Rainha.

A iniciativa, que reúne entidades nacionais e internacionais ligadas à execução e promoção destas “artes”, debruça-se, entre outras matérias, sobre a comparação entre dois modos peculiares de trabalhar: o Ponto Umbro, de Sorbello ou Português, da Marquesa Romeyne Ranieri de Sorbello, e o Bordado das Caldas ou da Rainha D. Leonor.

Os colóquios realizam-se na tarde de 12 de Setembro, no Museu de Ciclismo, após a inauguração da exposição de trabalhos com os diferentes bordados, às 15H00.

As artes aplicadas e o associativismo, as Rendas de Peniche e os Bordados de Óbidos serão outros dos temas abordados nos colóquios que integram o programa deste encontro cultural transnacional dedicado à história e à arte.

Nos dias 13 e 14 estará patente uma exposição e venda de Bordados das Caldas, Rendas de Peniche e Bordados de Óbidos no espaço do Céu de Vidro.

Na informação oficial sobre o evento, o presidente da Câmara Municipal das Caldas da Rainha, Tinta Ferreira, refere que “a difusão do conhecimento do Bordado das Caldas, em Itália e, por extensão, noutros centros europeus, só se tornou possível graças à energia empreendedora e ao saber da cientista da Cultura, a antropóloga Geneviève Porpora, diretora da Revista CORA – de Artes Decorativas, da cidade de Perúgia.

 

PROGRAMA

12 Setembro – sexta-feira

15H00 – Abertura da Exposição no Museu de Ciclismo

17H00 – Colóquios

#Homenagem à Escola Rafael Bordalo Pinheiro

# Similitudes e possíveis influências do Bordado das Caldas no “Punto Umbro, Sorbello e Portughese”;

# O Bordado das Caldas ou da Rainha;

D. Leonor: preservação, aprendizagem, qualidade e caracterização;

# …da Itália para as Caldas e retorno: apenas uma hipótese;

# Rendas de Peniche e Bordados de Óbidos.

18H00

# As Artes Aplicadas e o associativismo – tradição, preservação, ensino e certificação – uma forma de implementar um recurso económico supletivo, minorando dificuldades materiais familiares, resultantes de uma quadro de crise;

# O GAL Trasímeno Orvietano; associativismo regional e dinamização socioeconómica e cultural;

# Núcleo de Bordadeiras das Caldas da Rainha;

# Associativismo Artesanal – Uma experiência a conhecer: Associação de Artesãos D. Dinis, Odivelas.

Intervenientes:

Fernando Tinta Ferreira (Presidente da Câmara Municipal)
Hugo Oliveira (vice-Presidente e vereador)
Maria da Conceição Jardim (deputada e vereadora)
Jorge Amador (vice-presidente da Câmara Municipal de Peniche)
Francesca Caproni (directora GAL Trasímeno Orvietano)
Geneviève Porpora (a antropóloga, diretora da Revista CORA – de Artes Decorativas)
Idalina Lameiras (professora)
Luís Filipe Cajão (obidos.com)
Mário Tavares (historiador)
Ana Maria Pereira (bordadeira)

13 e 14 Setembro

Parque D. Carlos I (Céu de Vidro) – Exposição e venda de Bordados das Caldas, Rendas de Peniche e Bordados de Óbidos.

Fonte: Tinta Fresca